PEDRAS

PEDRAS

“PINTURAS- PEDRAS”
Espaço Cultural Ghignone. Livrarias Ghignone.
Apoio Cultural: Opta Originais Gráficos.
5 de junho a 6 de julho de 1993.
Curitiba – Paraná

PEDRAS
“Escondem-se nas pedras algum mistério que independe de nós, mas que existe ao olharmos com olhos de cascata, de mar ou de rio, que passa por sobre elas. AS PEDRAS… Algo muito especial, como o calor que guardam.Quando já é noite, já sopra o vento e o corpo tisnado pelo sol, sente frio na brisa.Olhá-las, um prazer estético e profundo / que remete ao âmago da explosão.

Tocá-las um frêmito que vai do corpo ao espírito / acalentando, aquecendo, buscando, achando. Lisa, negra, sensual; musgo, veludo, mariscada, malhada, pintada, relevo vivo; grandes, pequenas, polidas pelo mar séculos de conversa diurna noturna diuturna perpassando vidas civilizações. Caravelas e submarinos procriando. Quando meus pés te pisam, ressuscitam todos os pisares,atentos ou não à tua ‘não existência’, à tua correspondência,ao teu calor. Entranha sólida onde refugio meu cansaço, abrindo-me a um horizonte trezentos e sessenta graus de mar. Minhas mãos te percorrem, buscando ler tua história, teu cerne, que não está dentro. Uma pedra quebrada ao meio só desdobra o inalcançável de si.

Uma folha que cai sobre ti era esperada. Assim me sinto quando me deito sobre ti, quando olho tuas formas e encontro milhares de outras, parecidas ou nascida ali”.

SÔNIA GUTIERREZ

Fechar Menu